Tudo o que faço é trabalhar. Estou bem financeiramente, mas não tenho vida real fora do trabalho. Isso é bom?

Respostas

06/23/2024
Georgy

Trabalho em turnos de 12 horas como fisioterapeuta em um pequeno hospital de reabilitação. Ele varia entre ser intensamente triste e quase insuportável e fácil, e muitas vezes agradável.

A maioria dos pacientes é jovem, com cerca de 20 a 50 anos de idade, que sofreu acidentes de carro e sofreu lesão cerebral traumática grave. Eles têm tubos de traqueostomia e estão em ventiladores por um tempo, acabando sendo afastados de tudo isso. Infelizmente, muitas vezes, eles foram danificados tão severamente que permanecem em um estado vegetativo crônico. Esta é a parte intensamente triste, comovente de testemunhar e devastadora para minha psique.

A parte mais fácil é porque eu faço essa carreira há 35 anos, então eu posso (quase) fazê-lo com os olhos fechados. Além disso, é gratificante me relacionar com as famílias de uma maneira que nunca aconteceu em um hospital de tratamento agudo. E, sinceramente, minha empatia por eles é avassaladora, fico profundamente imerso no dia, na semana, de repente, três anos se passaram. Essa mesma empatia também me ajuda a tratá-los de maneira insana, como eu gostaria de ser tratado.

Eu faço mais do que terapia respiratória por eles. Vou pular e ajudar a alimentar aqueles que não podem a si mesmos ou ajudar uma enfermeira sobrecarregada ou auxiliar de enfermagem com a rotina de higiene, mover um paciente da cama, ajudar a levá-lo à fisioterapia.

Tanto tempo e investimento emocional no meu trabalho me deixam querendo muita tranquilidade no final do dia. Não tenho nenhum interesse em qualquer tipo de socialização. Amanhã é meu dia 4 de 12 horas seguidas e pode haver um dia 5 desta semana porque estou de plantão e esse dia é uma hora extra obrigatória se alguém ligar doente.

Eu chego lá às 6 da manhã e geralmente posso sair até o final das 12 horas às 630h12. Um dia normal, fico de pé as XNUMX horas inteiras. Minhas pernas e dor. Eu preciso sentar com as pernas elevadas para diminuir essa dor, mas não há lugar para me esconder e fazer isso.

Volto para casa e faço tudo o que preciso para me preparar para o dia seguinte. Então eu vou para a cama às 8h ou 9h. Na maioria dos dias, acordo antes do alarme. Estes são os melhores dias porque sei que dormi bem. Há várias noites por mês em que eu não durmo nem dormi bem. De manhã, minha cama nos traz uma grande bagunça de cobertores enrolados.

A leitura é minha única outra conexão com o mundo, além dos pacientes e familiares naquele pequeno hospital. Então agora estou escrevendo e compartilhando este mundo fechado em que vivo. Mas eu amo isto. Estou entediado e sozinho nos meus dias de folga.

Agora, qual era a pergunta de novo? Oh, isso é bom? Esse grande envolvimento no trabalho, levando-me a detestar a socialização ou mesmo uma simples conversa fora do trabalho, vai me dar um tiro pela culatra. Eu sinto isso chegando.

A solução. Ioga. Boa noite.

Hora da Anatomia de Grey. Comer beber drama médico ao vivo.

Rheims
A taxa livre de risco é um conceito teórico em finanças quantitativas, como uma superfície sem atrito ou zero absoluto na física. Não precisa existir para ser útil para a teoria. Uma pequena reflexão mostrará que, mesmo que houvesse um investimento que retornasse um valor fixo no futuro com 100% de probabilidade, ainda haveria risco para alguns investidores que poderiam usar uma moeda diferente pa...

Deixe um comentário para